segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

to be or not to be..... vegan!




Não gosto de dizer "sou vegana".
Primeiro, porque isso não diz o que eu como, diz apenas o que eu NÃO como.
Depois, porque corre-se o risco de ser vista como representante de um movimento.
Longe disso, muito longe disso quero ficar.
Escolhi parar de consumir produtos animais simplesmente porque era isso que meu corpo pedia e porque fazer um esforço para manter hábitos pouco saudáveis (para mim e para os outros) não faz nenhum sentido.
Não fiz movimento algum para tirar nada da minha rotina alimentar, pelo contrário, fiz um movimento de incluir alimentos saudáveis, apetitosos e bem apresentados, aí então, não sobrou espaço para os outros.
Não passo vontade de coisa alguma que eu comia antes, nem de queijos, nem de brigadeiro, nem de sorvete. Acho que já tinha comido guloseimas suficientes para essa vida e agora, nada disso é registrado como "comida" pelos meus sentidos.
O que me dá muita vontade mesmo é experimentar todas as combinações e sabores possíveis, conhecer ingredientes, me surpreender.
A minha escolha é por uma alimentação saudável, natural, sustentável e muito saborosa.


2 comentários:

  1. Gerusa, penso que você deveria ponderar escrever um livrinho infantil .. algo dentro da linha não escola .. sua escrita é gostosa de ler :)
    Beijins,
    Cléo

    ResponderExcluir
  2. Não consegui ser vegana ainda. Ainda consumo leite e seus derivados, e mel. Parei de comer carna há anos, muitos anos mesmo, e foi pelo animais, só por eles. Para mim também não foi nenhum sacrifício, li uma reportagem no jornal e anunciei: "não como mais carne". Tive a sorte que meus pais não se opuseram em momento algum e nunca fiquei babando por algum prato com carne, bem o contrário do meu namorado, que já tentou várias vezes, por desejo próprio, mas não consegue resistir. Aqui em casa só entra carne para os bichos, cães e gatos, e ele come bem sem carne, mas quando almoçamos fora e ele sente o cheirinho... não consegue resistir.
    Confesso que tenho uma queda por queijos e doce-de-leite, junta isso a um companheiro carnívoro e que toma leite feito um bezerro, eis o motivo de eu não ser vegana. Mas gostaria muito de ser.

    ResponderExcluir