terça-feira, 31 de julho de 2012

Ecovila

Depois de muito pesquisar, ler e assistir a vídeos, resolvemos ir visitar a Ecovila Clareando, em Piracaia. 
http://www.clareando.com.br/interno.asp?conteudo=clareando
Voltamos muito bem impressionados. É bom encontrar pessoas que compartilham da mesma forma de ler o mundo.
Muito além da beleza e da harmonia do lugar, o que faz cantar a alma é a lucidez, a clareza, o amor que transparece nas pessoas.
É uma experiência que tem muito a ensinar a quem deseja viver em ecovila. Ali, a ideia já está madura e as pessoas tem muito a contribuir.
Ecovila
Clareando





quinta-feira, 26 de julho de 2012

Bugs Tilda


Hoje passamos a tarde costurando as "gordinhas", apelido carinhoso dos insetos Tilda (no livro, chama-se bug, simplesmente).
Apenas o primeiro saiu igual ao do livro, com antena de arame.
Difícil fazer a antena ficar parada, coloquei um pinguinho de cola lantejoula para isso. Parece que deu certo.
As outras foram feitas para crianças manusearem. Por isso, adaptamos as antenas.
 Essa é para um bebê. Minha amiga quis fazer a asa um pouco mais fofinha, com um pontinho no meio e a gola combinando. Para ficar pendurada, sair voando...
As outras estão aqui, foram feitas para duas irmãs.

Nem esse trio tirou o buddha da meditação...
Bug Tilda
Insetos Tilda
Quem quiser ver mais, com dica de como encher:  http://arranhoes.blogspot.com.br/2012/08/mais-bug-tilda.html

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Mais uma capa para cafeteira

Minha irmã tem uma cafeteira exatamente igual à minha. 
Ela não tem o mesmo problema que eu tinha (muito sol), mas também queria uma capa, só para não empoeirar a cafeteira.
Como não encontrou para comprar, me pediu para fazer, afinal, tenho o molde e a modelo! hahaha...
Não podia ser branca e, de preferência, que fosse verde.
Eu quis fazer de piquet, não gostei do tom de verde, então fiz com um bege e decorei com coisas verdes. 
Capa para Cafeteira Espresso

Fiz do mesmo jeitão que a minha, mas não quiltei nada e não coloquei manta em nenhuma parte. Coloquei entretela (da mais durinha) na tampa (na parte de cima). 
Fiz toda a decoração antes de costurar direito com direito. Mas me arrependi. Seria melhor fazer depois, ficou bem difícil de desvirar (por causa da entretela) e tive que refazer as asinhas dos pássaros, que acabaram saindo da costura.
Atrás, não fechei, usei um retângulo de 35cmX100cm. Por isso, sobrou tecido o bastante para o final entrar um pouco no início e "fechar" como uma capa normal de qualquer coisa.
Aliás, não precisava ser tão grande, podia ser 94cm que também sobraria o suficiente.
"Deixei uma ave me amanhecer." (Manoel de Barros) 
Pareceu uma boa frase para quem sempre acorda de bom humor e assobia o dia todo.
A próxima encomenda é uma capa para máquina de arroz... 

Hoje é dia 05 de agosto de 2015 e, eu, mais uma vez, precisei fazer uma capa para cafeteira.
A nossa ficou com minha mãe e compramos uma maior, com moedor embutido.
Mas, o sol continua o mesmo na nossa cozinha e depois de ver a água verde... arrggghhh.... fiz outra capa!
 Mas, dessa vez, mesmo usando manta em tudo, não precisei virar nada.
Usei viés para dar o acabamento em tudo e achei ótimo!
Mais fácil e igualmente eficiente.


Fim de Semana

Nesse fim de semana demos um "pulinho" até Marília para visitar a família.
E levar pequenos mimos.
Asas, borboletas e passarinhos Tilda, corações, flores e estrelas moldados em outras revistas. Apenas as borboletas ficaram sem lavanda.Todos os outros estão bem cheirosos.
Também levamos as conchas e o cavalo marinho que eu já tinha mostrado.
Borboleta Tilda


Não segui exatamente a "receita" para as borboletas. Coloquei um pouco de plumante em vez de entretela, não fiz os pontinhos no meio e encapei o palito com fita de cetim em vez de linha. Mas enfeitei bastante, como na receita!





Apesar de bem rápido, foi bem gostoso!
O que sobrou, enfeita nossa casa...
Coração em tecido recheado de lavanda



sexta-feira, 20 de julho de 2012

Fundo do Mar Tilda

Aproveitei o livro da professora de patch, Rúbia Rubita, para fazer as coisas "fundo do mar" da Tilda.
Fiz o tamanho normal para enfeitar um banheiro de casa.

Precisei de ajuda para fazer essas voltinhas com linha.

Fiz outros menores para presentear familiares e coloquei lavanda e alecrim junto com o plumante.
Foi fácil, peguei o molde na internet e imprimi em meia folha (http://artesanato-dona-arte.blogspot.com.br/2011/11/serie-tilda-almofadas-conchas-do-mar.html). Apenas o cavalo marinho continuou do mesmo tamanho.

Fundo do mar Tilda

A Tilda "costureira" ficou pronta. Desisti de colocar sapato ou enfeitar com fitas.

 

Horta

Mesmo com pouco espaço, fazemos questão de cultivar uma parte de nossa comida.
Já fazíamos assim no apartamento, com um vaso na varanda com espinafre.
Nossa casa veio com casinha de cachorro em alvenaria, mas nós não temos cachorro.
Então, ela virou uma horta!
Retiramos todo o telhado, colocamos uma velha caixa d'água dentro (com furo e mangueira para vazar excessos de água), enchemos de terra. Otávio fez o acabamento com tijolinhos. 
Depois percebemos que era importante telar a volta toda e ainda colocar uma proteção em cima. As plantas eram bebês e a Lola adorava passear por lá.

Horta urbana
 Plantamos nosso primeiro exemplar de labe-labe para fertilizar a terra da horta. Nessa época, as composteiras ainda ficavam ao lado da hortinha.
É claro que não nos acomodamos com falta de espaço. Também temos vasos com couve, alecrim, pitanga, alface e café.
Café, presente do curso do Pupin (http://www.familiaorganica.com.br/).

Dentro da horta tem espinafre, tomate, couve, mais alface, cebolinha e coentro.
Tivemos que fazer uma escolha já que não dispúnhamos de canteiros espaçosos.
Resolvemos plantar coisas que são difíceis de comprar e consumir em apenas duas pessoas (maços de alface, espinafre, couve) e coisas que usamos muito e tem um preço relativamente elevado (tomate orgânico).
Aprendemos que devemos estar sempre plantando, pois cada planta tem seu ciclo de vida. Se esperarmos um tomateiro morrer para plantar outro, ficaremos uns meses sem tomate.
Hoje, a couve e o tomate cresceram tanto que foi necessário retirar as telas e proteções.

Gostamos desse visual "floresta", parece desordenado e caótico mas é muito eficiente para as plantas. Tudo misturado mesmo.
Já abandonamos a estética de "árvores pirulito" ou "árvores quadrados" (imagens verbais de Peter Webb, http://www.vidadeclaraluz.com.br/quem.asp).
Diversidade, sempre! Usamos os troncos das crotalárias cortadas para servirem de sustentação para os tomateiros.

Surpresas de Lola

Hoje aproveitamos o solzinho da manhã para dar um passeio pelo bairro.
Lola já estava lá fora.
Quando nos viu, veio correndo e foi passear conosco!
Nos acompanhou o percurso todo!
Foi a primeira vez. Muito legal.
Depois fui ver as flores do jardim. Mesmo no inverno, estão ótimas.




O pé de feijão labe-labe (orelha de padre para alguns) é muito eficiente. Tem muito mais vagem do que conseguimos consumir. O excesso vai se transformando em presentes para amigos e familiares ou em adubo. 
Ametista.... sempre em flor!

domingo, 15 de julho de 2012

Bruschettas

Aproveitando a ideia da Liz, http://comoascerejasdaminhajanela.blogspot.com.br/2012/07/faz-um-tempinho-que-eu-nao-deixo-uma.html, fizemos bruschettas ontem.
Fizemos um bom "recheio" com tomate, cebola e queijo picadinhos e temperamos à vontade... pimenta do reino, sal, azeite, orégano. Colocamos nos pães que seguiram direto para o forno. Só depois o  manjericão.
Perfeito para uma noite fria.
Ou quente...  ;)

Não tem muita regra, não. Fica bom com azeitona, berinjela, espinafre, ricota...
O pão tradicional é o italiano, mas vai bem com francês, ciabatta ou integral.



sábado, 14 de julho de 2012

Só mais uma... hoje

Essa é a última atualização das costurinhas... hoje.
Depois tem mais.
Fui visitar uma grande amiga cuja filha teve nenê a 1 mês.
É claro que não se visita uma casa com nenê sem presente!
Tentei fazer coraçõeszinhos e recheá-los de lavanda e alecrim (que crescem em casa e já tem um tantão secos).
Mas eu não tinha a técnica necessária e sou terrível com desenho. Não ficaram bons...
Por isso, eu só fui até o fim com 2 deles e eles ficaram para nós. 
Um para mim...
Outro para o marido...

O cheirinho é o melhor deles!
E, para a nenê, comprei um presente (um hipopótamo recheado de camomila e outras ervas) e fiz o saco de presente preservando um pouquinho de ideia, pelo menos.