sábado, 6 de junho de 2015

PAP bailarina Mason-Tilda ou Como nascem bailarinas!

Como nascem bailarinas.... com dedicação, leveza e magia...
Quando eu fiz as primeiras bailarinas, achei que iria logo logo montar um passo a passo delas, mas demorei quase 3 anos!
Pois é. E só reoslvi fazer esse PAP porque percebi que eu esqueço os detalhes de como fazer a bailarina, especialmente a roupa, e por isso, gasto um tempo reaprendendo.
Ok, então, esse PAP é para mim mesma, para um futuro quem sabe não tão distante.
Para alguém conseguir reproduzir essa boneca, tem que ter habilidade para copiar o molde ou entrar em contato com a dona dele, Rosy Mason, para consegui-lo. Eu sei quanto trabalho dá fazer um molde e, por isso, não vou oferecê-lo em respeito a autoria.

 

Lembretes importantes: siga as marcações para a entrada das pernas, não costure a mais ou elas ficarão tortas (considere a experiência de quem fez o molde!). Mas você pode dar um formato mais rechochudo para as coxas e panturrilhas ou afinar um pouco os braços ;)
Outras duas informações primordiais antes de começar:
Divirta-se! Não pense no que ainda precisa ser feito, aproveite cada parte do processo. Enquanto costura, apenas costure. Enquanto enche uma perna, só existe essa perna. Assim tudo fica mais leve, gostoso e passa muito mais rápido! (você já testou!)
Lembre-se de impregnar tudo com gentileza, alegria e prazer. Cante, ouça música, respire.
Assista a oleira.

Então vamos lá:
1) copie tudo para os tecidos o mais fiel possível, marcando no corpo as entradas para as pernas.
2) recorte tudo, de preferência, com tesoura de picotar. É muito importante libertar as dobras! Assim, depois de viradas, elas não prenderão o tecido.

 3) Vire tudo, passe (ou não) e encha. Pode comparar a diferença entre o que foi passado e o que não foi:

4) costure as pernas e faça a roupa. Aqui está a parte importante. São três peças desenhadas e recortadas separadamente. Junte os direitos da parte da frente e do forro. costure e vire essa parte.




Em seguida, posicione o direito da parte de trás com a da frente e costure. Tenha o cuidado de costurar bem em cima do que acabou de ser virado, não vale deixar buracos na lateral da roupa.
Pra terminar, recorte e vire, deixando um pedaço a mais de tecido nas aberturas das pernas para dar um bom acabamento. Nas sapatilhas, idem.



5) Vista a roupa nelas, faça e coloque os peitos depois.
6) IMPORTANTE: a saia! triplique ou quadruplique a cintura para cortar a saia! Não é hora de economizar. No mínimo, 45cm de largura, pode até chegar aos 55cm para esse molde. Se quiser uma saia mais curta, 12cm de comprimento, até uns 15 ou 16cm fica bacana. O melhor jeito de fazer é já cortar o tule do mesmo tamanho e inserir na dobra de cima da saia, costurando tudo junto. Na parte de baixo, a melhor coisa a fazer é um ponto zigue-zague pequeno, não fica fiapo e deixa a saia leve para abrir e rodar.
7) Costure a parte de cima da roupa na boneca e enfeite lindamente. 
8) Vista as sapatilhas e faça as voltas com fita de cetim nº 0. Sim, a menor que existe. Delicadeza é fundamental aqui. Cole as pontas e os encontros em X.

9) O cabelo! Só fotos explicam:



Depois disso, costure, costure, costure até prender tudo muito bem, inclusive para dar sustentação para o coque. Enfeite! :)
 10) Com uma agulha grande, passe uma linha de pesca ou outra transparente pelo meio da cabeça, para a bailarina poder ficar pendurada.
11) Só depois de tudo pronto, desenhe o rosto. Agora ela estará viva.
Mais fotos aqui.
Importante: não se preocupe quando uma coisa ou outra parecer errada, nada precisa ser exatamente simétrico. A beleza está no conjunto, os detalhes fazem cada coisa única.
E lembre que você pode consertar coisas bem desafiadoras!
 
Marcas fazem parte de quem vive.

Nenhum comentário:

Postar um comentário