sábado, 30 de junho de 2012

Jardim I

Quando procuramos uma casa para nos mudarmos do apartamento, tínhamos uma exigência: que tivesse espaço (chão) para plantar.
Foi assim que encontramos nossa casa, com um bom espaço, 50m² de grama no fundo.





Cometemos muitos erros antes de conhecermos melhor a vida das plantas e, principalmente, a vida da terra e na terra.
Escolhemos as plantas que gostávamos e até pesquisamos sobre elas na internet, se gostavam de sol ou de sombra. Abrimos pequenos berços (cova é muito feio) e plantamos nossas mudinhas.
Azaleia, hortênsia, rosas, lavanda, camélia, copo de leite, jasmim, flor do egito...
Também aproveitamos o espaço para as ervas. Bálsamo, arruda, manjericão, melissa (alguns chamam de erva cidreira), tomilho, hortelã, sálvia, erva doce. 
Até uma parreira nós quisemos! Pai e marido fizeram a pérgola... um dia todo!
Não foi fácil, já que com 60cm de buraco, verteu água!


 Logo percebemos que tinha alguma coisa errada... 
As plantas cresceram, mas começaram a apresentar folhas amareladas ou até avermelhadas, manchas, furos...





 Fomos, então, fazer uma oficina de agricultura orgânica no sesc, com o Pupin, http://www.familiaorganica.com.br/.
Percebemos, ali, que a grama esmeralda estava sufocando as outras plantas, compactando o solo, empobrecendo-o. 
Solução: arrancar a grama! Pelo menos, fazer canteiros bem maiores!



Deu um trabalho absuuuurdo! Arrancar a grama mas aproveitar a terra e as minhocas.
Aiai... mania de fazer tudo nessa duplinha!

  









Nenhum comentário:

Postar um comentário