sábado, 30 de junho de 2012

Jardim II

Continuando...
Não bastava arrancar a grama... ela ficava voltando! Reaparecendo, brotando.
No curso de permacultura, com Peter Webb, http://www.vidadeclaraluz.com.br/principal.asp ou http://humanaterra.wordpress.com/, ele explicou que um gramado guarda a sua memória, vai querer continuar ou voltar a ser um gramado. Pode-se colocar carvão misturado no solo para diminuir essa memória e, principalmente, substituir por outra coisa, ocupar a terra com outra vida.
E lá fomos nós.
Melhoramos a cobertura colocando sempre folhas, galhos, todos os "restos". Plantamos coisas rasteiras e outras para ocupar os espaços, feijão labe-labe, girassol e crotalária.
                       
E intensificamos nossa produção de composto. Tínhamos 1 composteira, agora, são 3.
Detalhe interessante: colocando o composto nos canteiros, começamos a ter plantas "surpresa". Tomate, jiló, pitanga... sementes que não são decompostas.
Todas as leguminosas (plantas que tem vagem, como os feijões ou até o flamboyant) conseguem fixar nitrogênio no solo, por isso seu uso tão frequente na agricultura orgânica.
Em vez de usar adubos químicos, basta plantar leguminosas e fazer com que todo o ambiente funcione como um organismo vivo e harmônico. Reaproveitar, deixar a roda girar...
Além do nitrogênio, é necessário o carbono e os micro-nutrientes. Por isso, o girassol e o composto vindo da composteira.
A crotalária é um excelente adubo verde. Ela tem a melhor relação carbono-nitrogênio.
Escreverei apenas sobre ela outro dia.
jardim
O resultado de todo esse investimento no nosso jardim, é vida em abundância!
Os copos-de-leite que pareciam haver sucumbido, re-brotaram. As flores estão maiores e mais perfumadas. E a diversidade... incrível.



Crotalária

esse jasmim... tem cheirinho de pêssego
          

hibisco dobrado


beijinho ou maria-sem-vergonha... planta surpresa



essa azulzinha veio de um passeio pela vizinhança

camélia...


5 comentários:

  1. que legal ter uma casa e jardim, e disposição para cuidar e deixá-lo tão bonito!

    ResponderExcluir
  2. Olá Gerusa, tudo bem?

    Estou encantada com o seu jardim, com a maneira que você cuida dele. Ah, como eu gostaria de saber tanto assim.
    Cuido do meu jardim somente de abril (algumas vezes maio) até o início de outubro, depois vem o inverno e tudo adormece lá fora.
    Meus parabéns por todo esse cuidado e consciência ecológica com q você cuida de seu jardim.

    ResponderExcluir
  3. Voltei pra dizer q estou maravilhada com essa camélia cor-de-rosa, eu só conhecia branca.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Regina!
    Obrigada pela visita. Eu adoro seu blog, estou sempre por lá.
    E já vi um pouquinho do seu jardim... é maravilhoso!
    É muito gostoso cuidar de tudo que nos rodeia, tudo agradece e a vida fica melhor.
    Respeitando os ritmos, claro. O "invernão" deve ser uma experiência muito interessante também.
    grande beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi! Já anotei umas dicas para o jardim. Aqui em casa, em Porto Alegre, jogamos todas as folhas e restos numa parte do terreno e já tirei várias mudinhas deste "lixo", como abacate, manga e várias mudas de mamão. Nunca tinha ouvido falar em Crotalária. Abraços!

    ResponderExcluir